/Como deve ser a alimentação do paciente ostomizado?

Como deve ser a alimentação do paciente ostomizado?

Existem algumas recomendações em relação à dieta para o paciente ostomizado, visando uma melhor adaptação.

É importante ressaltar que se deve incluir todos os grupos alimentares no cardápio, isto é, carboidratos, frutas, verduras e legumes, carnes, ovos, leite e derivados e fonte de gorduras boas. Além disso, é orientado realizar várias refeições ao dia, (alimentar-se a cada 3 três horas), comer devagar e mastigar bem os alimentos. Recomenda-se, também, evitar alguns alimentos que podem causar gases, irritação e mau cheiro, como por exemplo:

– Que produzem mal cheiro: peixe, queijos amarelos, cebola, repolho e alho.
– Que causam gases: repolho, vagem, brócolis, milho, espinafre, cebola em excesso, grão de feijão, lentilha e ervilha, fibras, refrigerante.
– Que irritam o intestino: ameixa, bebida alcoólica.
– Que podem causar diarreia: laxativos (mamão, ameixa), gordura e açúcar em excesso
– Que prendem o intestino: batata, maçã ou pera sem casca, alimentos com farinhas, como biscoito e massas.
Após liberação do médico ou nutricionista, inicia-se a reintrodução gradual dos alimentos até sua alimentação habitual.